Seguidores

domingo, 15 de outubro de 2017

Estação Velho da Taipa

Estação Cultural Velho da Taipa.
Foto: Leonado Morato.

Temos a plena consciência de que o quê gera riquezas, aquece economias e garante o nosso sustento é o trabalho. Mas só as atividades formais exercidas das 8 às 17 horas é trabalho? Claro que não! Um pintor, ou artesão que cria suas obras durante uma parte do dia ou da noite enquanto a "Dona Inspiração" está presente, é trabalho. Um músico que ensaia e prepara o repertório para o próximo show, um professor que faz seu plano de aulas durante a noite ou madrugada,  é trabalho também e por aí vai.

A ponte sobre o Pará, no Velho da Taipa.
Foto: Dênio Caldas.

Da mesma forma acontece com as atividades turísticas que, criando e disponibilizando produtos e serviços para serem usufruídos durante um período de descanso e lazer da população e dos visitantes, também gera trabalho, renda e comércio para os produtos locais. É sobre essas possibilidades que o Turismo traz para Pitangui que temos abordado por aqui (em textos, fotos e vídeos), enfatizando a relação da atividade turística com a cultura, a história e a preservação da memória, como acontece no povoado de Velho da Taipa, registrado no documentário abaixo, filmado em julho e setembro deste ano.




Embasamento teórico:


- WELBERT, Ricardo. Tão longe, tão perto: a vida nos povoados de Pitangui. Comunicação de Fato editora, 1ª edição. Belo Horizonte - MG, 2015.

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

terça-feira, 10 de outubro de 2017

Voe e ecoe

Pipas no céu de Pitangui.
Arquivo do blog - agosto de 2015.

Sem se desgarrar do carretel, que a nossa pipa voe e ecoe longe e alto ampliando o horizonte além de nossas montanhas!

 
Reykjavik. Música de Reinaldo - Rohr, Jonba e William.

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

sábado, 30 de setembro de 2017

Roberto Caroli reedita seu primeiro livra "Pão & Vinho"

O poeta pitanguiense, Roberto Caroli, está reeditando seu primeiro livro "Pão & Vinho" e apresentará a nova edição hoje, 30/09, às 19 horas no Museu da História de Pitangui - antiga Biblioteca Pública , na Praça Plínio Malaquias - e conta com a presença dos amigos e dos amantes da poesia.
Fica aqui o convite e o apoio do blog "aqui de Pitanguy" a mais um escritor pitanguiense.

Fonte: página do autor no facebook

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

A Sina Cigana de William Santiago

William Santiago e o livro Sina Cigana. 
Fotos: Léo Morato.

A noite de ontem em Brasília foi marcada pelo lançamento do livro Sina Cigana, do pitanguiense William Santiago. Em um ambiente arrojado do Restaurante Carpe Diem o público seleto - formado por amigos, jornalistas, conterrâneos, produtores culturais entre outros profissionais - se reuniu a partir das 19hs em um coquetel que acompanhou a sessão de autógrafos. 


O livro reúne contos sobre a vida deste nosso conterrâneo e espelha relatos de personagens que o autor conheceu em suas andanças pelo mundo a fora. "De Beirute a Copenhague, de Nova York a Pitangui", cidade natal - querida, inesquecível nas palavras do autor - consciente ou inconscientemente, é ponto de partida para tantas viagens registradas no livro. 


O Blog Daqui de Pitangui esteve presente e registrou um pouco do evento naquela noite especial para o William e para todos aqueles que o conhecem e admiram sua trajetória. Em breve haverá informações no facebook do Sina Cigana e na Editora Os Semeadores. A partir de outubro os pitanguienses residentes em BH poderão adquirir o livro com o Juarez Machado (Juá do Pedrinho do Pingo). Um provável lançamento em Pitangui está sendo planejado.

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Os 30 anos da breguice pitanguiense

Nesse próximo sábado, dia 30 de setembro, acontecerá no restaurante Varandão o Baile dos Barangos 2017. Esse ano Pitangui está comemorando 30 anos dessa irreverente festa que tem como temática um resgate da cultura dos anos 60/70 através da exibição de músicas, roupas e acessórios que foram moda no passado recente do nosso país. Dessa vez a organização ficou por conta do Samuel Caldas vocalista da "brega band" Paletó de Veluto. O evento contará ainda com a apresentação do pitanguiense Marcelo Saldanha. Serão distribuídos R$1.000,00 em prêmios sendo:

R$499,00 para o 1º lugar + brinde surpresa
R$299,00 para o 2º lugar + brinde surpresa
R$199,00 para o 3º lugar + brinde surpresa
R$3,00 para o 4º lugar + brinde surpresa


No dia 1 de agosto de 1987 aconteceu no Centro Social da cidade o 1º Baile da Bregamania. O evento foi animado pelo conjunto musical Classe A e movimentou a juventude da época. Os ganhadores foram Nádia Santiago e Wellerson "Capinha" Araújo. O jornal Correio de Pitangui ainda registrou a presença de outros barangos que foram destaque naquela noite conforme as fotos abaixo:
















Vandeir Santos






quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Os sabores da 7ª Vila

Pela janela da 7ª Vila. Foto: Léo Morato.

No domingo passado, dia 24 de setembro, demos uma passada na Cervejaria Sétima Vila para uma cervejinha de leve antes do almoço. Ponto tradicional e aconchegante em Pitangui desde os tempos da "Cantina do Rey", o estabelecimento está sob a direção do casal Júlio e Julianne e a receptividade do local está ainda melhor. Inspirados pelo cheiro que veio lá da cozinha, a pedida foi um fígado com jiló na chapa, acompanhado com um molho especial da Casa, que completou bem a cerveja do dia. 

O tira gosto: Foto: Dênio Caldas.

Informações turísticas? Teve também! Com o acolhimento nato do pitanguiense, o Julio Cesar prontamente orientou um casal de fora que parou na porta do bar perguntando sobre como chegar até a Cruz do Monte. Então neste 27 de setembro, Dia Mundial do Turismo visite Pitangui, conheça ou (re)visite e deguste o que a cidade tem de bom para oferecer.

Imagem: Divugação na página do Sarau no facebook.

Por falar nisso, a Casa tem uma proposta diferenciada de apoiar a arte e a cultura independentes e sediará o Sarau Pitanguiense EmbalArte, com acontece no dia 19 de outubro, de 19h às 22 h. Com recital de poesia, música, dança, esquetes teatrais e etc, o objetivo do evento, segundo o idealizador Roberto Caroli  mostrar que a arte está em toda parte. É mostrar para nós mesmos, que a poesia contida em toda forma de expressão não foi subjugada pela busca desenfreada de lucro. É espalhar o bem por meio da manifestação artística. A verdadeira arte, por si só, tem o poder de amolecer corações, ou pelo menos, de não permitir que se endureçam". 

Prestigie a arte da nossa gente!


sábado, 23 de setembro de 2017

A música da pitanguiense Sol Bueno


Há cerca de um mês, em uma reunião na casa de amigos, em uma conversa animada, o João da EMATER, me perguntou se eu conhecia uma cantora pitanguiense chamada Sol Bueno. Disse a ele que ainda não a conhecia e ele me disse que sobre um CD que a cantora havia lançado em março de 2017. A partir daquele encontro minha curiosidade foi despertada e comecei a buscar informações sobre a artista.  Trata-se de seu trabalho autoral "Poeira Dançante", um disco bacana de se ouvir.
Como todo esforço tem a sua recompensa, na postagem de hoje apresentaremos um pouco da trajetória de Sol Bueno, que nos atendeu via redes sociais com muita presteza.

Fonte: página oficial de Sol Bueno no facebook


Nossa conversa inicia-se com Sol Bueno dizendo que tem o maior prazer em dizer que é pitanguiense, apesar de ter morado na cidade até os dois anos de idade, mas sempre mantendo contato com a terra natal, pois seus avós maternos residem em Pitangui.


Foto: Licínio Filho

Essa relação com a cidade por meio de seus laços familiares serviu de inspiração para ela compor uma canção chamada "Ladainha do viver" em homenagem ao avô, de quem herdou o gosto pela viola, conforme nos relata.


É de Pitangui que, também, leva consigo as festas populares como a Folia de Reis e o tocar do sino das igrejas.
A questões ambientais também são abordadas no trabalho musical de Sol Buenos, como podemos perceber em "Ó Deus salve meu Cerrado", de sua autoria, composta a partir de uma viagem a Pitangui, quando observou alguns pés de Pequi serem cortados.

Foto: Licínio Filho

Para conhecer melhor o trabalho musical de Sol Bueno, acompanhar sua agenda de shows e adquirie seu CD acesse a página artista no facebook: