Seguidores

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

O carnaval de salão está de volta ao Centro Social de Pitangui

Depois de décadas sem esse tipo de opção os pitanguienses poderão curtir os bons tempos do carnaval de salão no Centro Social de Pitangui no sábado e na segunda de carnaval.




A animação ficará por conta da banda Paletó de Veludo e Aliny Lee que trarão de volta a alegria dos bailes que entusiasmavam os fuliões do passado recente. 

Carnaval no Centro Social

Carnaval no Centro Social

Reúna seus amigos e familiares e venha reviver as alegrias do verdadeiro carnaval.

Vandeir Santos


sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

Uma Janela de Possibilidades...

Giovanni Pereira - Empreendedor Digital.
Foto: Léo Morato.

Na postagem de hoje, divulgamos uma entrevista gravada em janeiro deste ano com o pitanguiense Giovanni Marques Pereira, membro de uma família empreendedora que admiramos há tempos. No vídeo, com duração de pouco mais de 6 minutos, abordamos sobre o “Pitapirou”, um carnaval fora de época que aconteceu em Pitangui nos primeiros anos deste século. Além deste evento temporão – que incentivou outros carnavais realizados na cidade - a gravação aborda algumas temáticas relacionadas diretamente ao turismo no Município de Pitangui e é um ponto de partida para outras reflexões.  Outras entrevistas deverão ser gravadas com pessoas que trabalham, contribuem ou contribuiram com a atividade turística em Pitangui. Estas pesquisas, juntamente com um vasto referencial teórico e histórico, fazem parte do projeto: Turismo em Pitangui – Uma janela de possibilidades, que poderá resultar em um livro, com o objetivo de apresentar dicas práticas... para empreendermos mais o turismo daqui de Pitangui. Então mãos à obra e um clique no play!


segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Sicoob Credpit desenvolve projeto educacional nas escolas públicas de Pitangui e Região

O Sicoob Credpit promoveu na última quinta-feira, 08/02/2017, no auditório do ITAC, curso de capacitação para os educadores e gestores escolares das escolas públicas da rede estadual de ensino de Pitangui, Conceição do Pará e Leandro Ferreira.
O projeto, idealizado e coordenado por Heleno Severino, conta com o apoio da Superintendência Regional de Ensino de Pará de Minas e propõe através da educação introduzir a cultura cooperativista entre crianças, jovens e adultos atendidos pelas escolas que aderiram ao projeto.
O curso de capacitação foi ministrado pela pedagoga e analista de capacitação Fabiana Pereira, da OCEMG.


Veja mais detalhes sobre o evento assistindo ao vídeo abaixo:


quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Zerando o cronômetro

Cruz lá do Monte.
Fotos: Léo Morato e Vandeir Santos.


No último dia do ano passado subimos a serra para apreciar o último pôr do sol de 2016. Pelo caminho e no alto da serra encontramos pessoas que também foram fazer o seu "ritual de passagem", agradecendo o que foi bom e mentalizando um ano novo melhor.


Pois bem, na postagem de hoje compartilhamos algumas das imagens captadas naquele bonito fim de tarde em 31 de dezembro, para que as esperanças e atitudes pela paz e pelo bem comum sejam renovadas.

...sobre a cidade.

A história marcando a paisagem natural da cidade.

Cores do horizonte.

Outro olhar.

Zerando o cronômetro!

sábado, 4 de fevereiro de 2017

Junto e misturado!


Está quase tudo pronto para a 8ª Lavagem do Bandeirante, um evento que há oito anos se propõe a resgatar e promover o carnaval de rua em Pitangui, com uma abordagem histórica e cultural. Tendo a irreverência como carro chefe, este evento popular tem um pé no passado e um olhar social no presente. O lema deste ano é "Quero paz na minha Vila" e pedindo um basta à violência homenageamos o nosso amigo Flavinho. Então formou, no dia 26/2, domingo de carnaval, reúna a sua turma, a família e a fantasia e venha se divertir junto e misturado!




Em breve teremos mais informações sobre as camisas do evento e a divulgação dos nossos apoiadores culturais.

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Vamos de Folia?

Folia de Reis Comunidade do Coqueiros, município de Pitangui.
 Foto e vídeo: Léo Morato.

Enquanto almejamos o retorno da tranquilidade e aguardamos mais ações de segurança pública em Pitangui e região, não podemos deixar de mostrar as riquezas culturais da cidade-mãe do Centro Oeste Mineiro. E na postagem de hoje segue mais um registro informal da tradição de Folia de Reis, com o grupo originado na Comunidade de Coqueiros que mantém viva esta tradição, percorrendo as casas do município, mais comumente entre dezembro e o início de janeiro.


Esta Folia foi realizada no dia 7 de janeiro de 2017 e o registro foi feito na residência de D. Ilza dos Santos, guardiã desta tradição há muitos anos. A Folia simboliza a visita dos três Reis Magos ao Menino Jesus e o dia de Reis é comemorado em 6 de janeiro. Viva a nossa cultura popular!!!


terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Aquele Reveillon de 2011

Fotos de 2011. Blog Daqui de Pitangui.

Para mais uma homenagem ao amigo Flávio, recorrendo aos arquivos do Blog onde encontramos registros fotográficos de um Reveillon muito bacana, lá nos idos de 2011. Aquela festa da virada aconteceu lá no Solar dos Valérios e a noite (que teve até Sarau) foi animada pela boa música dos Caldas + o Renato Lopes e contou com a canja de mais um baixista: o Flavinho! 


Naquela Pitangui de 2011 a criminalidade na cidade ainda era baixa e os delitos eram casos isolados  - se bem que já tínhamos perdido o Amaury Xavier para a violência há alguns anos. Que bom seria se pudéssemos voltar no tempo e cochichar alguma coisa com o Flávio, naquele dia, para que isso pudesse mudar esta tragédia do dia 18/01/2017.


É preciso acreditar, apoiar, propor, cobrar e participar das ações de combate a violência e criminalidade para que tenhamos a nosso Pitangui de volta. E enquanto isso vamos nos ajudar mutuamente, proteger uns aos outros, no comércio, no bairro, na rua, na igreja, na escola, etc (comunidade solidária). É difícil definir exatamente os motivos e o início dessa "baderna social", mas o amanhã melhor depende de mais ação cultural edificadora, mais exemplos construtivos, mais esporte, mais escola, mais atitude pelo bem, mais participação, mais amor ao próximo.



E que esta bonita mobilização de Pitangui em homenagem e respeito ao Flávio e seus familiares seja exemplo! 


Foto: facebook.
Pitangui 18/01/17.

sábado, 21 de janeiro de 2017

Por que assim?

Por que assim? Assim tão cedo, assim tão trágico? Há quem diga que Deus quer junto de si as boas almas e se considerarmos as causas e consequências das bem-aventuranças é certo que Flavinho é merecedor de todo benefício causado pelas suas virtudes e sendo assim está tendo o privilégio dos poucos que viram a Deus pois seu coração era mais que puro, era perfeito. Infelizmente tive pouco contato com o Flávio, o suficiente para perceber um sentimento aberto e uma simpatia única, pura, externada por um sorriso constante e sincero. Sua presença emanava uma energia positiva e cativante, um dom natural de poder abraçar com a alma. Por isso tanta revolta, tanta consternação, Pitangui não perdeu um filho qualquer, perdeu um filho querido por todos, uma pessoa do bem que vivia em função da família, do trabalho e dos muitos amigos a quem nunca negou doses cavalares de alegria.



O jornalista Ricardo Welbert foi muito feliz em retratar Flavinho chegando ao céu e justificando a sua chegada prematura com o argumento de que sua presença no meio celestial era importante para interceder junto ao caos social que assola nossa cidade. Atitude típica de quem sempre se doou, de quem nunca mediu esforços para ajudar na realização do bem comum e pra quem o trabalho nunca foi obstáculo. Em uma curta autobiografia é notório a tamanha força de vontade em querer progredir buscando sempre no trabalho a força realizadora de seus sonhos e por ironia do destino partiu pelas mãos de quem não quer trabalhar.

Dessa forma, o que nos consola é a certeza de que o Flavinho está bem, talvez acompanhando Jonba e Rohr em mais uma composição ou fazendo um dueto com Delan. Com certeza o céu está em festa.


Vandeir Santos

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

CHEGA!!!!!! NÃO QUEREMOS MAIS PROMESSAS, QUEREMOS SEGURANÇA!!!!!

A população de Pitangui está perplexa com a morte de mais um cidadão de bem, um trabalhador, morto pela ação de criminosos em plena luz do dia. Não é a segurança privada que vai resolver este problema, já pagamos impostos em excesso, que nem sempre são revertidos em benefício da sociedade. Queremos segurança pública efetiva! Amanhã, quem sabe, veremos helicópteros da polícia sobrevoando a cidade, viaturas de sirenes abertas cortando nossas ruas em alta velocidade, alguma prisões serão efetuadas, mas, os meliantes estarão,  em breve, de volta às ruas. Depois, tudo voltará ao normal, os assaltos de sempre, a insegurança de sempre e o medo de vermos mais pessoas perderem a vida brutalmente em nossa cidade.
Ou os cidadãos se mobilizam ou permaneceremos reféns dessa violência galopante que toma esta cidade.
A equipe do blog "Daqui de Pitanguy" se solidariza com a família e amigos do Flavinho, que hoje perdeu a vida vítima de uma assalto em seu estabelecimento comercial.