Seguidores

domingo, 30 de março de 2014

Projeto: Pitanguy Agora São Outros 300

     Idealizado pela advogada pitanguiense Judith Aurora Gonçalves Viegas o projeto é desenvolvido pela Sociedade Filhos Tricentenários, grupo da sociedade civil formado por pitanguienses com residência em Pitangui e outras localidades, bem como pessoas da região que se interessem em contribuir com serviços, informações, manifestações culturais e artísticas que enriqueçam e agreguem valor as comemorações populares dos 300 anos da elevação a vila da Sétima Vila do Ouro de Minas Gerais, ocorrida em 1715.

      A comissão organizadora é formada por Judith Viegas, pelo advogado e pesquisador da história de Pitangui Marcos Antônio  de Faria (Barrica); pela diretora do Instituto Esther Valério, Maria José Valério Calderaro Teixeira; pela professora universitária Adelan Maria Brandão; pelo tecnólogo e pesquisador da história de Pitangui Vandeir Alves dos Santos  e pelo advogado Paulo Roberto Lobato.


Logo do projeto desenvolvida pelo web-designer Luis Cláudio e reformulada pelo analista de sistemas Saulo Faria


     O projeto tem por finalidade preparar parcela da população por meio da rede de educação formal da cidade e município, bem como promover ocupação das praças da cidade com eventos culturais, proporcionando conhecimento, integração e participação nos acontecimentos comemorativos dos 300 anos de pitangui.

     O projeto já se encontra registrado em cartório e o primeiro evento está marcado para o mês de junho de 2014 na Pousada Monsenhor Vicente, praça Getúlio Vargas, 12, sede provisória do projeto, onde qualquer cidadão poderá se inscrever como voluntário na organização do aniversário de 300 anos de Pitangui. Contato: 37 3271 4949 e 37 9971 0724. E-mail: contato@pousadamonsenhorvicente.com.br e pitanguioutros300@gmail.com

Vandeir Alves dos Santos

Nos seus 300 anos as estradas e histórias de Pitangui também são Reais

sábado, 29 de março de 2014

Memórias do Beco


Relembrando a infância lá na antiga Travessa dos Canudos ali perto do Bom Jesus, o conterrâneo William Santiago, exercitando o seu talento literário, nos conta um conto sobre um lançamento de vinis (a la casamento grego) onde um dos personagens, o abacateiro, por seu papel de destaque, é digno de ser até aquele da música de Gil, Refazenda. E a trilha sonora que se perdeu por engano, é de um notório Pitanguiense sobre o qual falaremos mais, numa próxima postagem. Confuso? Então confira a crônica abaixo:



 Beco dos Canudos.
Foto: Léo Morato.


- CASAMENTO NO URUGUAI -

Por William Santiago.
De repente, sem ensaio, sem nada, a criançada saiu da sala, passou pela copa e, da cozinha,  começou a atirar os discos pela janela do terreiro, gargalhando de felicidade ao ver os discos se quebrarem contra o velho abacateiro do quintal. Nisso aí, democraticamente, discos de cantores e orquestras como Pedro Raimundo, Marion, Beniamino Gigli, Mário Lanza, Luiz Gonzaga, Ray Coniff, Românticos de Cuba, Adelaide Chiozzo e outros encontravam o mesmo fim: viravam cacos ao pé do abacateiro.

Esse abacateiro, ponto inocente de choque, pouco tempo depois, foi punido, sem aviso prévio, sem direito a defesa, tempos de ditadura. Cortaram-lhe o tronco, separaram-lhe alguns galhos, mas por algumas semanas, até se completar seu desmantelamento, a estrutura restante serviu para a meninada viajar de navio pelo mundo. Antes de virar lenha serviu à fértil imaginação da criançada. Pode-se dizer que teve um nobre final e resgatou alguma parte de sua culpa.

 A febre de destruição na casa, porém, era uma anarquia consentida. Sem qualquer oposição dos adultos, as crianças leram a mensagem subliminar: os discos 78 eram o passado. Na sala de visitas reformada, tacos raspados e cuidadosamente encerados, os pais se deliciavam com a eletrola nova. Era de pau-marfim, comprada na loja do Marcondes Machado. Passavam o sábado escutando as coleções de "long-playing", os famosos " lps" de vinil trazidos pelo correio, acondicionados em caixas delicadas,  embrulhados um a um, cheirando a novo. Estava se iniciando em Pitangui a hegemonia dos discos de 33 e 45 rotações, hegemonia que iria durar até a chegada dos cds, nos anos 90.  Era o sinal dado para que os pesados discos de 78 rotações, fabricados com cera de carnaúba, fossem sacrificados para sempre.

Um dos meninos, no entanto, ficou triste. Havia um disco de um amigo de seu pai que também tinha entrado naquela dança maluca. Um disco de um pitanguiense, conhecido da família, dado de presente, com dedicatória e tudo. Foi um descuido paterno, evidentemente. Aquele tesouro tinha que estar separado dos outros, não podia ter estado à mercê daqueles vândalos inconsequentes, aliados do velho abacateiro. Mas não estava, jaziam nos pés do abacateiro os seus cacos irrecuperáveis. O pai ia se zangar de verdade, porque era o disco do Patesko.  Chamava-se "Casamento no Uruguai", marchinha avançadinha para os meios conservadores de Pitangui na época. Mas fazia sucesso no carnaval. 

 José Nunes de Oliveira - Patesko.
 (Foto gentilmente cedida pelo Zé Carlos - filho do Patesko).

De boa memória, o menino reconstruiu, pelo menos, a letra, já que os caquinhos não serviam para nada:

"Tenho mulher sou até pai
Mas tenho outra e vou casar lá no Uruguai
Eu quero ser igual sultão
Juntar mulher como se junta tostão
Quero mulher grande ou pequena
Seja rica ou seja pobre, seja loura ou morena
Mas ai! Há um perigo
Em cada mulher nova sogra eu consigo."

O disco se espatifou, desapareceu, mas o menino reconstruiu a letra da música do amigo de seu pai. Quem sabe, nestes tempos do ressurgimento do clássico vinil, onde até festas de radiola estão vindo à tona, quem sabe, um dia, vai encontrar de novo aquele 78 rotações de cera de carnaúba voltando do passado e projetando o futuro.

sexta-feira, 28 de março de 2014

300 Seguidores

 Blog Daqui de Pitangui 300 seguidores.

Hoje, 28 de março de 2014, o Blog Daqui de Pitangui conseguiu uma marca importante para nós: 300 seguidores. Obrigado a cada um de vocês que acompanha e incentiva o nosso trabalho de resgate histórico e de valorização cultural de Pitangui. É isso aí: 300 olhares, 300 ideias, 300 ações rumos aos 300 anos de Pitangui. Participe e indique este espaço Pitanguiense, que é de todos nós!

segunda-feira, 24 de março de 2014

Pitangui Tricentenária

Experimentando novas mídias, a caminho dos 300 anos de Pitangui, destacamos hoje a importância da fotografia para a preservação da memória coletiva. Nesse vídeo teste homenageamos os fotógrafos do passado que, além do legado deixado,  incentivam os registros do presente, que serão fontes históricas para as futuras gerações.
 
 

sexta-feira, 21 de março de 2014

Parabéns Vandeir!!!!

Vandeir Santos.

Hoje é aniversário do nosso amigo Vandeir (Jones) Santos, a quem desejamos muitas felicidades, saúde, realizações e bons garimpos...

 
Equipe do Blog.

Em nome do Blog Daqui de Pitangui, agradecemos ao Vandeir pelas diversas pesquisas e trabalhos em prol da valorização e do resgate histórico de Pitangui.  Feliz aniversário Vandeir!

quarta-feira, 19 de março de 2014

Pitangui na rota da Copa!?!

A imagem acima é uma montagem, uma brincadeira disponibilizada na rede social facebook que permite confeccionar uma placa de sinalização “padrão Fifa” para um determinado destino, colocando-o na rota da Copa do Mundo no Brasil. Pois bem, brincadeiras à parte, sabemos da proximidade geográfica de Pitangui com a capital mineira e, segundo pesquisa do Ministério do Turismo, a exemplo de Copas recentes, as localidades num raio de 150 km das cidades-sede poderão ser beneficiadas economicamente com o fluxo turístico em torno do evento. Então, com o advento da Copa do Mundo, não seria interessante que nós (pessoas, grupos, órgãos e associações que pensamos e agimos por Pitangui) formulássemos ações para estimular a vinda de turistas à Sétima Vila do Ouro das Gerais? Por falar em capital mineira, em tempos de Copa Libertadores e Brasileirão outros olhares estão voltados para Minas Gerais e sabemos que a Rua Pitangui é um dos acessos ao Estádio Independência, no horto, onde alguns jogos importantes são realizados. E se colocássemos um estande (Centro de Informações Turísticas Itinerante) no local, para distribuir material de divulgação e informativos sobre a cidade? Uma ação como esta não poderia gerar uma divulgação espontânea de Pitangui da imprensa estadual? Penso que seja pertinente planejarmos e executarmos iniciativas do gênero, pois o Marketing e suas segmentações têm infinitas possibilidades estratégicas. E Pitangui - com sua história, casario, igrejas, fazendas, matas, gastronomia dos bares e restaurantes e as festividades do aniversário da cidade – tem muito para mostrar. Leonardo Morato – Turismólogo.

domingo, 16 de março de 2014

Em tempos de lua cheia...

 La luna.
Fotos: Dênio Caldas

...[tema de serestas, sonetos e poesias] relembramo-na nos céus de Pitangui, em junho de 2010. Ela surgiu majestosa atrás da serra, alí pelas bandas do São Francisco numa tarde fria e foi "capturada" lá do lavrado. Então foi assim!



terça-feira, 11 de março de 2014

Assembleia da SAP, hoje!



Reproduzimos abaixo o texto enviado pela SAP, convocando os seus sócios para a assembleia que será realizada hoje 11/3/14, em Belo Horizonte. Reforçamos o convite e almejamos que haja participação ativa, para que a SAP continue promovendo iniciativas importantes para Pitangui rumo aos seus 300 anos.

Convocação Assembleia Geral Ordinária
A Sociedade dos Amigos de Pitangui (SAP) convoca a todos os seus prezados sócios para a Assembleia Geral Ordinária a ser realizada no Barroca Tênis Clube, situado à rua Américo Macedo, 348 – Gutierrez, no dia 11(onze) de Março de 2014, terça-feira, às 19:30 h em primeira convocação com o quorum exigido pelo Estatuto e, [...]

Prefeitura inicia obras no bairro Dona Judith Abreu e Silva

Foto: Licínio Filho
 Na manhã de ontem, 10 de março, máquinas e operários iniciaram as obras para prover os moradores do bairro Dona Judith Abreu e Silva, de sistema de captação de esgoto, uma demanda antiga dos moradores deste bairro. A obra chega em boa hora, pois, o bairro está em franca expansão, com diversas obras  residenciais em andamento.


Foto: Licínio Filho
 O prefeito Marcílio Valadares, que esteve no local junto com membros de seu staff disse que pretende promover o calçamento de todas as ruas do bairro e também nos comunicou que a prefeitura também está construindo no bairro uma quadra esportiva comunitária, outra demanda reprimida, pois, o proprietário do terreno loteado não reservou espaços públicos de lazer. 

Foto: Licínio Filho

segunda-feira, 10 de março de 2014

APAM de Pitangui necessita de ajuda para construir nova sede

A Associação de Proteção e Amparo ao Menor (APAM), de Pitangui está promovendo uma campanha para angariar fundos para a construção da nova sede, no bairro Chapadão. Nós, do blog "Daqui de Pitanguy" conhecemos a seriedade do trabalho desta instituição e damos nosso total apoio nesta campanha. Aproveitamos para pedir aos nossos visitantes que também colaborem. Qualquer valor que for doado ajudará nas obras da nova sede. Tomamos a liberdade de reproduzir a mensagem que a psicóloga da APAM,  Quésia Diniz, postou em sua página no faceboock, com informações mais detalhadas para que todos possam ajudar. Crianças de várias faixas etárias, em situação de risco, são amparadas por esta instituição. Qualquer valor que você puder doar será muito bem empregado. Colabore, esteja você onde estiver!

Foto: Quésia Diniz


"Marco inicial: Placa no lote no chapadão, onde serão realizadas as obras da futura sede da APAM!! Contamos com a ajuda de todos para a construção do Abrigo, fique à vontade para ajudar! Só entrar em contato conosco,(37) 3271 5508 ou fazer sua doação pelo Sicoob Credpit conta 2 828 001-6. Sejamos solidários!!  Precisamos da ajuda de todos para a realização deste projeto! Compartilhem conosco!"

domingo, 9 de março de 2014

Vamos de bike?

À beira rio.
Fotos: Ramon Santos.

Nesta postagem divulgamos algumas imagens registradas pelo amigo Ramom Santos, que aderiu à bicicleta e está percorrendo religiosamente o entorno de Pitangui. 

 Rio Pará.

As fotos foram feitas nesta manhã, na região do Velho da Taipa e por falar em bike, este assunto merece destaque devido ao  grande número de adeptos desta modalidade esportiva em Pitangui  Mas esta pauta ficará para outra postagem, para a qual convido o parceiro Licínio Filho, que falará com mais conhecimento de causa. Até a próxima!

Manhã de domingo.

Pedalando.

sábado, 8 de março de 2014

8 de março um dia especial

Flores para quando ela passar.

Hoje é o dia delas... mães, irmãs, avós, esposas, filhas, sobrinhas, amigas, namoradas, parceiras de caminhada, de trabalho e de vida... que dispensam adjetivos. Além de ser o dia internacional da mulher hoje é aniversário de grandes amigos, entre eles o sujeito que responde pelo nome de Dênio Caldas, que leva Pitangui na música e no coração e que é o nosso parceiro neste blog.

"Daqui de Pitanguy"

Ao Dênio, em nome de seus muitos amigos, familiares e irmãos deixamos os votos de um feliz aniversário! Que o novo ano, na companhia da amada e da família, seja cheio de violão para tocar, de cervejas para degustar, de amigos para encontrar, de objetivos para alcançar e de um fogão à lenha para pilotar, sem compromisso.

Caldo de Abóbora com Charque à moda do Chef.


Para encurtar a prosa, vamos de samba porque... a caravana continua passando.

segunda-feira, 3 de março de 2014

Lavagem do Bandeirante - Ano V


Mais um ano de folia. Este ano, a Lavagem do Bandeirante completou 5 anos e consegui superar o número de foliões do ano passado. As pessoas começaram a entender o espírito da brincadeira, que é promover o encontro e se divertir junto, sem medo de ser feliz.


A banda mais uma vez se fez presente e mandou muito bem, com um repertório de clássicos carnavalescos.


Foi muito bacana ver as crianças a vontade na Praça dos Bandeirantes e os pais na boa aproveitando também, o carnaval.

Foto: Chrles
E o bandeirante tomou banho...e muita gente junto com ele.





Foto Charles
Não poderíamos deixar de agradecer aos patrocinadores e apoiadores do evento. 
A colaboração de vocês permitiu que a festa acontecesse. 
É nosso desejo manter estas parcerias e firmarmos novas para que, no ano que vem, a Lavagem do Bandeirante ocorra como mesmo êxito deste ano.